Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora:

04
No comando: BAND CORUJA

Das 00:00 as 04:59

09
No comando: BAND BOM DIA

Das 05:00 as 05:59

10
No comando: A HORA DO RONCO

Das 06:00 as 08:59

No comando: Programação Musical

Das 07:00 as 07:59

No comando: Band Ao Vivo

Das 09:00 as 09:59

02
No comando: MANHÃ SHOW

Das 09:00 as 10:59

HORACHEIA2
No comando: Hora Cheia 1ª Edição

Das 11:00 as 12:00

05
No comando: QUEM AMA NÃO ESQUECE

Das 11:00 as 12:00

No comando: Festa da Band

Das 12:00 as 12:59

HORACHEIA3 - Copia
No comando: #Super6

Das 13:00 as 13:59

01
No comando: TARDE DA BAND

Das 14:00 as 16:00

No comando: Hora Cheia

Das 15:00 as 16:00

HORACHEIA2
No comando: Hora Cheia 2ª Edição

Das 15:00 as 16:00

No comando: Toca Todas

Das 16:00 as 17:00

06
No comando: TOCA TODAS

Das 16:00 as 17:00

HORACHEIA3 - Copia
No comando: #Super6

Das 17:00 as 17:30

No comando: Hora Cheia

Das 17:00 as 18:00

No comando: Programação Musical

Das 17:30 as 18:00

No comando: Band Ao Vivo

Das 18:00 as 19:00

05
No comando: BAND AO VIVO

Das 18:00 as 19:00

No comando: Programação Musical

Das 19:00 as 20:00

No comando: Estação Band Fm

Das 19:00 as 21:00

No comando: Hora Cheia

Das 20:00 as 21:00

HORACHEIA2
No comando: Hora Cheia 3ª Edição

Das 20:00 as 21:00

HORACHEIA
No comando: LIBERTA

Das 20:00 as 21:00

No comando: Eu te encontrei

Das 20:00 as 21:00

No comando: Voz do Brasil

Das 21:00 as 22:00

No comando: Band Love

Das 21:00 as 23:00

No comando: Pista da Band

Das 21:00 as 23:00

11
No comando: BAND LOVE

Das 22:00 as 24:00

Homens com barba são mais machistas

Compartilhe:
MOLDE FOTO copiar

Ainda que um tanto embaraçado, não é desta vez que me esconderei por detrás dos pelos faciais. Trocadilho à parte, muito pelo contrário. Revelarei a seguir uma avaliação científica que é, no mínimo, bastante incômoda para mim: barba pode ser sinal de machismo.

É o que propõem pesquisadores de três universidades da Austrália (Universidade de Tecnologia de Swinburne, Universidade de Queensland, Universidade de New South Wales). Tudo começou com o seguinte questionamento: por que, além de preguiça, alguns homens preferem cultivar barba em vez de manter a cara limpa? A hipótese inicial era de que homens com postura mais sexista tenderiam mais a ter barba do que homens menos sexistas, uma vez que os pelos sociais são simbolicamente associados à virilidade, masculinidade e dominância – além de reforçar diferenças entre os gêneros feminino e masculino.

Para verificar isso, os australianos aplicaram um questionário para 223 homens americanos e 309 indianos. O resultado saiu conforme previsto: os barbudos apresentaram mais hostilidade em relação ao sexo oposto do que os barbeados. Os sinais mais intensos de machismo, inclusive, estiveram associados ao uso de barba em todos os grupos demográficos representados na pesquisa. Para completar, a cara lisa era mais frequente entre os voluntários menos sexistas.

Fonte: Superinteressante

Deixe seu comentário:

Eventos

Promoções

Facebook