Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora:

04
No comando: BAND CORUJA

Das 00:00 as 05:00

09
No comando: BAND BOM DIA

Das 05:00 as 05:59

10
No comando: A HORA DO RONCO

Das 06:00 as 08:59

02
No comando: MANHÃ SHOW

Das 09:00 as 10:59

HORACHEIA
No comando: Hora Cheia 1ª Edição

Das 11:00 as 12:00

03
No comando: QUEM AMA NÃO ESQUECE

Das 11:00 as 12:00

No comando: #Super6

Das 13:00 as 13:59

01
No comando: TARDE DA BAND

Das 14:00 as 16:00

HORACHEIA2
No comando: Hora Cheia 2ª Edição

Das 15:00 as 16:00

06
No comando: TOCA TODAS

Das 16:00 as 17:00

05
No comando: BAND BRASIL

Das 18:00 as 19:00

HORACHEIA3
No comando: Hora Cheia 3ª Edição

Das 20:00 as 21:00

11
No comando: CONSULTÓRIO SENTIMENTAL

Das 20:00 as 21:00

07
No comando: TOCA TODAS

Das 20:00 as 21:00

08
No comando: BAND LOVE

Das 22:00 as 24:00

Modelo negra vai até a polícia, registra boletim de ocorrência e acusa Mc Livinho de injúria racial

Compartilhe:
MOLDE FOTO copiar

O cantor Mc Livinho se envolveu em mais um polêmica na semana passada. Uma modelo negra, que participou do novo vídeo clipe do funkeiro, registrou um boletim de ocorrência na 27ª Delegacia de Polícia de São Paulo contra o rapaz.

De acordo com informações do jornalista Leo Dias, do programa Fofocalizando, Rayele Costa não gostou das atitudes de Livinho durante os bastidores do clipe. De cabelo crespo, ela ouvia piadinhas do cantor e risos dos demais colegas. O clipe contou com 9 modelo negras e 10 brancas.

A todo momento o funkeiro passava as mãos no cabelo dela e fingia que estava sendo espetado. Rayele deixou claro que não estava se sentindo confortável com toda aquela situação. Procurada, a modelo não quis comentar o assunto.

Já o empresário do cantor, Rodrigo Oliveira, diz que é uma acusação descabida, que Livinho é negro e que foi ele quem pediu para chamar as modelos negras. “Ele jamais seria racista”, afirmou.

LIVINHO É BARRADO EM PRÓPRIO SHOW:

O funkeiro Mc Livinho está em alta. Fazendo mais de vinte shows por mês e faturado cerca de R$ 150 mil por apresentação, o rapaz foi barrado no seu próprio show. O fato aconteceu na noite da última quarta-feira, 15 de novembro, em Porto Alegre.

De acordo com informações do jornalista Leo Dias, do programa Fofocalizando, o jovem chegou com a sua van na Arena do Grêmio, onde seria realizado o show, mas foi impedido de entrar pelos seguranças. Eles disseram não reconhecer o cantor.

Livinho tentou por diversas vezes mostrar que seria ele a se apresentar no local, sem sucesso. Cansado, deu meia volta e retornou para o hotel. A assessoria de comunicação do funkeiro disse que isso foi uma falta de respeito com o artista. A organizadora afirmou que os seguranças não tinham obrigação de conhecê-lo.

Fonte: TV O Foco

Deixe seu comentário:

Eventos

Promoções

Facebook