Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora:

Band Coruja
No comando: BAND CORUJA

Das 00:00 as 04:59

Band Bom Dia
No comando: BAND BOM DIA

Das 05:00 as 05:59

Hora do Ronco
No comando: A HORA DO RONCO

Das 06:00 as 08:59

BandFM
No comando: “Programação Musical”

Das 07:00 as 07:59

No comando: Band Ao Vivo

Das 09:00 as 09:59

ManhaShow
No comando: MANHÃ SHOW

Das 09:00 as 10:59

HORACHEIA2
No comando: Hora Cheia 1ª Edição

Das 11:00 as 12:00

QuemAma
No comando: “Quem Ama Não Esquece”

Das 11:00 as 12:00

No comando: Festa da Band

Das 12:00 as 12:59

Super 6
No comando: #Super6

Das 13:00 as 13:59

Tarde
No comando: “Tarde da Band”

Das 14:00 as 16:00

No comando: Hora Cheia

Das 15:00 as 16:00

HORACHEIA2
No comando: Hora Cheia 2ª Edição

Das 15:00 as 16:00

No comando: Toca Todas

Das 16:00 as 17:00

TocaTodas
No comando: “Tocas Todas”

Das 16:00 as 17:00

Super 6
No comando: “Super 6”

Das 17:00 as 17:30

No comando: Hora Cheia

Das 17:00 as 18:00

BandFM
No comando: “Programação Musical”

Das 17:30 as 18:00

No comando: Band Ao Vivo

Das 18:00 as 19:00

05
No comando: BAND AO VIVO

Das 18:00 as 19:00

BandFM
No comando: “Programação Musical”

Das 19:00 as 20:00

BandFM
No comando: “Estação Band FM”

Das 19:00 as 21:00

No comando: Hora Cheia

Das 20:00 as 21:00

HORACHEIA2
No comando: Hora Cheia 3ª Edição

Das 20:00 as 21:00

HORACHEIA
No comando: LIBERTA

Das 20:00 as 21:00

No comando: Eu te encontrei

Das 20:00 as 21:00

No comando: Voz do Brasil

Das 21:00 as 22:00

No comando: Band Love

Das 21:00 as 23:00

No comando: Pista da Band

Das 21:00 as 23:00

11
No comando: BAND LOVE

Das 22:00 as 24:00

Saiba quem foram os senadores que votaram a favor do aumento de salário para o STF para quase R$ 40 mil.

Compartilhe:
SENADO

O Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (7) o projeto (PLC 27/2016) que aumenta o salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A proposta eleva os subsídios mensais dos ministros em 16,38% — dos atuais R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. Foram 41 votos a favor e 16 contrários, além de uma abstenção.

O Senado também aprovou o aumento do salário do procurador-geral da República, com ganhos mensais fixados no mesmo patamar definido para os ministros do STF (PLC 28/2016). Já aprovadas pela Câmara dos Deputados, as duas matérias agora seguem para a sanção da Presidência da República.

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, indicou o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) para dar o parecer dos projetos em Plenário. O senador defendeu o aumento, mas apontou que, com o decurso de mais de dois anos de tramitação, havia a necessidade de adequações para ajustar o texto às condições atuais.

Ele fez alterações para evitar “a leitura incorreta” de que o aumento poderia ser retroativo ao ano de 2016 — quando a proposição foi apresentada. De acordo com Fernando Bezerra, o projeto não trará impacto financeiro, já que o auxílio-moradia pago a juízes e ministros será extinto.

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) admitiu que o momento pode não ser o mais propício para o aumento do STF. Renan, no entanto, anunciou o voto favorável ao aumento, para “não trincar a relação entre os poderes”. Ele ainda defendeu o fim do efeito cascata e disse acreditar na vontade do Judiciário de acabar com o auxílio-moradia e outros penduricalhos.

Veja, abaixo, quem votou contra e a favor do aumento de salários:

Fonte, direitos e reprodução: Money Times

Deixe seu comentário:

Eventos

Promoções

Facebook