Pedido de Música

Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Levar crianças para a cozinha melhora hábitos alimentares; Confira as orientações - Band FM - Campinas

Levar crianças para a cozinha melhora hábitos alimentares; Confira as orientações

A cozinha normalmente é o ambiente da casa menos frequentado pelas crianças. Por ser um local potencialmente perigoso, em especial para as menores, muitos pais preferem deixar os filhos longe deste espaço. No entanto, estar presente neste ambiente com frequência pode trazer inúmeros benefícios para o desenvolvimento da garotada. Mas é preciso ter sempre a supervisão de um adulto e alertar que, sozinho, o pequeno não pode entrar lá.

— Envolver a criança nas tarefas da cozinha, desde a compra dos alimentos até o preparo de alguma receita, é um dos fatores determinantes para criar bons hábitos alimentares ainda na infância e impactar na forma como essa criança vai se alimentar na idade adulta — afirma Flávia Montanari, nutricionista materno-infantil da Liga da Cozinha Afetiva.

Cozinhar com os pais desde novo não traz benefícios apenas para a alimentação dos pequenos. Dentro da cozinha é possível fazer descobertas, aprender coisas novas e até mesmo revisar aquilo que já foi estudado na escola.

— Cozinhar pode ensinar às crianças habilidades muito importantes para a vida, elas poderão aprender sobre medidas (peso, volume), estado físico da matéria (sólido, líquido, gasoso), além de valores como paciência, compartilhamento e perseverança — lista a pediatra Thatiana Peixoto.

Quanto mais familiarizada com a cozinha a criança estiver, mais autonomia ela terá ao longo da vida para se alimentar quando não puder contar com a ajuda dos pais ou de um outro responsável. A presença de adultos e crianças juntos na cozinha fortalece também o relacionamento entre pais e filhos.

— Cozinhar com as crianças permite que elas conheçam a história da família por meio de receitas passadas de geração em geração e também por estarem juntos à mesa, transmitindo valores e conversas — pondera Flávia.

Thatiana complementa:

— Preparar uma refeição em casa pode tomar muito tempo, se gastarmos esse tempo junto com nossos filhos, todos só terão a ganhar.

Receita simples ajuda

Cortes e queimaduras são os acidentes mais comuns em uma cozinha doméstica. Para que o momento em família não se transforme em um programa de alto risco, é preciso que os adultos tomem muito cuidado com as crianças.

— Para evitar quaisquer acidentes, toda a cozinha deve ser verificada antes, para que sejam separados os utensílios permitidos e aqueles que possam representar algum perigo; estes devem ser colocados longe do alcance dos pequenos — indica Thatiana.

A pediatra reforça que é preciso sempre dar instruções claras e compatíveis com o entendimento das crianças e nunca superestimar o conhecimento delas, supondo que já sabem dos riscos, mesmo quando dizem que sabem. Todo o tempo na cozinha deve ser vigiado.

Para minimizar os riscos na cozinha, a dica é escolher receitas simples, que não necessitem do uso de objetos cortantes, nem de fritura em óleo.

— Os pais devem dar preferência para cozinhar na boca de trás do fogão, com o cabo da panela voltado para dentro. É preciso ter atenção com líquidos ferventes, principalmente os que saem do microondas — orienta Patrícia Rezende, pediatra do grupo Prontobaby.

 

 

 

 

 

Fonte EXTRA

Deixe seu comentário:

2019 © Todos os Direitos reservados - Band FM Campinas 106,7 - Grupo Bandeirantes de Comunicação